Perguntas e Respostas

Situação do Clube neste momento de pandemia.

Atualizado - 20/05/2020

Como a pandemia da Covid-19 trouxe uma série de mudanças no dia a dia do clube e também do associado, por causa de regras previstas em decretos estadual e municipais, o Jaraguá Country Club suspendeu todas as suas atividades e manteve apenas os serviços essenciais para a manutenção do clube.

Diante disso, elaboramos perguntas e respostas para que todos os nossos associados conheçam as medidas que estão sendo tomadas pelo clube durante essa pandemia.

 

 O Clube recebeu um abaixo assinado dos sócios?

No dia 27 de abril, os presidentes da Diretoria Executiva e Conselho Deliberativo, receberam ofício de quatro sócios pedindo a criação de uma comissão temporária para representa-los em assuntos relacionados às ações do clube nesse momento de pandemia.

Vale ressaltar que, das 1.217 assinaturas apresentadas, apenas 247 qualificam-se de fato como sócios. Sendo que desses, 180 são sócios proprietários, 67 são sócios dependentes.

Paralelamente, um pouco antes, no dia 22 de abril, já havia sido aprovada em reunião do Conselho Deliberativo, a criação de uma comissão semelhante, que fez sua primeira reunião no dia 12 de maio.

A Comissão Covid-19 é composta por:


Renato Vasconcelos - Conselheiro Nato
Paulo Roberto Denilli de Oliveira – Conselho Deliberativo
Silvana Grijó de Almeida - Conselho Deliberativo
Jadir Alves de Moraes - Conselho Fiscal
Luiz Fernando Lacerda – Conselho Fiscal
Iderval da Silva Leite Junior – Sócio Convidado
Júlio de Castro Gontijo – Sócio Convidado

Essa comissão está ciente e acompanhando de perto todas as ações que estão sendo realizadas pelo Clube nesse período.

 

 Existe alguma orientação jurídica sobre a situação do clube na pandemia?

O Procon-MG publicou nota técnica com esclarecimentos sobre as relações entre os clubes e seus associados durante a da pandemia. O documento esclarece que as relações jurídicas entre os clubes e associados, estabelecidas por seus estatutos, não são relações de consumo e, portanto, não são regidas pelo Código de Defesa do Consumidor.


A nota técnica explica ainda que "eventuais conflitos de interesses entre os clubes e seus associados devem ser solucionados à luz dos seus atos constitutivos, do Código Civil e demais normas legais pertinentes, estimulando-se a busca de meios de composição amigável, com a consideração dos preceitos da boa-fé objetiva e da solidariedade".


A diretoria do Clube preza pela transparência nas relações para com os associados. Caso ocorram dúvidas ou questionamentos, não hesite em procurar a secretaria, que está disponível para atender aos sócios.
Clique para ler a nota técnica do Procon-MG


(https://www.mpmg.mp.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A91CFA9722BF31101722EB424EC4FDE)

 

Como estão os gastos com água e energia elétrica?


As contas da Cemig e Copasa representam menos de 1% nas despesas do clube. Importante destacar que o clube tem uma demanda mínima de energia previamente contratada junto à Cemig. A maior parte da conta da Copasa diz respeito à coleta e tratamento de esgoto do clube.

 

Quais são os impactos da Pandemia da Covid-19 na situação financeira do clube? Por que não foi concedido desconto aos associados?

O saldo disponível entre as receitas e as despesas, finalizado o mês de abril, não é o suficiente para ser transformado em desconto para os associados sem que haja comprometimento do fundo de reserva que vem sendo gerido durante todos os anos de existência do Clube.

Por isso, neste momento, a opção encontrada foi a flexibilização do pagamento das mensalidades de maio e junho e o parcelamento do saldo a ser pago entre julho e dezembro, além de condições especiais para os associados em débito regularizem sua situação junto à secretaria do Clube.

O fundo de reserva é uma forma de garantir, além dessa flexibilização, o equilíbrio financeiro futuro, já que ainda não se sabe quando o clube poderá retomar suas atividades, normalizar suas receitas e principalmente como será a taxa de inadimplência nos próximos meses. A inadimplência da taxa de condomínio subiu de uma média de 3% antes do fechamento do Clube para 20% em abril.

O resultado financeiro de janeiro a abril de 2020 está disponível no site do Clube. Link para acesso: https://www.jaraguaclub.com.br/index.php/clube-estrutura/diretoria

Em relação ao desconto, a Diretoria está estudando formas para disponibilizá-lo aos associados. Mas essa medida depende do resultado financeiro das ações realizadas ao longo de março, abril e maio e da taxa de inadimplência do condomínio.  

 

Como estão as despesas administrativas e das diretorias do clube?

Todas as Diretorias tiveram suas despesas reduzidas ou zeradas a partir do mês de abril. É importante ressaltar que muitas despesas do Clube são pagas de forma parcelada, sendo assim, nossa obrigação e responsabilidade é honrar com estes compromissos.

 

Como ficaram os contratos de serviços do Clube?

Imediatamente após o fechamento do Clube, a Diretoria determinou que todos os contratos de serviços fossem revistos, o que gerou cancelamentos e suspensões de contratos, proporcionando uma redução de mais de 50% destas despesas. Apenas os contratos essenciais para o funcionamento básico do Clube foram mantidos.

 

As contas do Clube são disponibilizadas para os sócios?

Os balanços e fluxos financeiros são disponibilizados mensalmente no Clube, próximo à Administração, e também podem ser consultados em nosso site.

 

O que foi feito com os funcionários do Clube durante o fechamento?

A Diretoria buscou desde o primeiro momento preservar o quadro de funcionários e suas famílias nesse período de pandemia. Entre 20 de março e 6 de abril foi concedido o período de férias para a maior parte dos funcionários.

O Clube também aderiu à Medida Provisória nº 936 de 1º de abril de 2020, que trata do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, realizando com 66% dos funcionários a suspensão e/ou redução da jornada de trabalho. As despesas com a folha de pessoal tiveram um gasto médio de R$ 807 mil entre janeiro e abril de 2020.

É importante ressaltar que o Clube, por ter faturado valor superior a 4,8 milhões em 2019, é obrigado a arcar com 30% das despesas de salário dos funcionários que tiveram as jornadas de trabalho suspensas ou reduzidas, além da manutenção dos benefícios como plano de saúde e cesta básica.

A estimativa é que, ao final do mês de maio, com todas essas ações realizadas, haja uma redução considerável nas despesas com pessoal.

 

Quais cuidados estão sendo tomados com a Pandemia?

Desde a suspensão temporária do Alvará de Localização e Funcionamento do Clube, diversas medidas foram tomadas pela Diretoria seguindo as orientações dos órgãos de saúde e buscando preservar a saúde das pessoas que precisam circular pelo Clube. Foram distribuídas máscaras de proteção e álcool em gel para os funcionários, além da instalação de novos locais para higienização das mãos. Nossa equipe do Ambulatório realiza diariamente a aferição da temperatura dos funcionários antes da entrada no Clube, além de nossa Secretaria ter sido adequada para receber os associados de forma segura.

 

A Piscina Olímpica está sendo reformada?

Não. A partir de laudos técnicos que indicam um alerta sobre a situação estrutural e de segurança da piscina, optou-se por aproveitar o momento que o Clube está fechado para fazer a retirada dos azulejos e se fazer uma avaliação do possível problema. Em um segundo momento, será feito um orçamento real para a solução e futuramente sua execução. Esta ação não gera custos extras e está dentro da rotina de manutenção do Clube.

 

Onde posso conseguir informações oficiais da situação do Clube neste momento de Pandemia?

Todas as informações oficiais do clube são divulgadas somente no nosso site e em nossas redes sociais. Consulte sempre os canais oficiais do Clube para ter acessos às informações corretas.

Site Oficial: https://www.jaraguaclub.com.br/

Facebook: facebook.com/clubejaragua/

Instagram: @clubejaragua

Receba Informações e Notícias

Jaraguá News, Ano 22, Edição 17